maio 22, 2010

"As conversas são como as cerejas"



CEREJAS!
Conversas!

O meu fruto mais que preferido! Este ano já comprei e ainda não estão naquela fase que eu gosto...e pelo que sei...este ano não é um bom ano para a cereja e porquê? porque já estão muito maduras e muito pouco doce! Se o calor continuar ainda é possível que as novas cerejas venham rijinhas, com aquela cor vermelho sangue... como eu gosto!

E por falar em cerejas e não tendo nada a ver a não ser a expressão "as conversas são como as cerejas" por vezes na nossa vida temos conversas com algumas pessoas que nos levam a pensar...que nos fazem sorrir....que nos fazem chorar...que nos fazem sonhar....que nos fazem ver que a vida é nossa e que deve ser  "gozada" dentro dos nossos limites e da nossa razoabilidade! 

Cerejas...Conversas....Conversas....Cerejas....Pois é !!!! As conversas são momentos partilhados em que acabamos por sem querer descobrir mais um  pouco a(s) outra(s) pessoa (as) que está ao nosso lado, muitas vezes iniciamos conversas banais, cujos temas pouco ou nada possam ser interessantes...mas é nessas banalidades que por vezes se inicia bons temas...boas gargalhadas...choros... e alegrias constantes... é nas conversas que vamos descobrindo e conhecendo pessoas interessantes, é nas conversas que podemos trocar experiências de vida, afinidades, gostos, conhecimentos...sei lá tanta coisa...mas também é nas conversas que por vezes nos chateamos...nos zangamos...chegamos a conclusão que o melhor mesmo é "estar calada".

Mas as conversas são como as flores (flor de cerejeira) têm de ser regadas e cuidadas para que dêem flor e mais tarde o fruto (Cereja)!.

Por hoje ter comido cerejas....lembrei-me de algumas conversas sérias, divertidas, disparatadas, conversas que tive aonde existiu unicamente uma troca de conhecimento, de sentimentos, de partilha, de carinho, de amor e até mesmo aquelas que possam ter sido menos boas...todas são recordadas!  Foram/são conversas partilhadas com alguém que gostamos, que amamos, que de uma forma ou outra nos são próximas (amigas(os), pais, colegas, irmã, marido e especialmente as conversas com o meu filho), e recordamos porque todas elas foram pautadas por algo de bom.... 

Mas também temos aquelas conversas,chatas, enfadonhas...aborrecidas...que temos que a ter porque somos "obrigadas" ao mesmo...mas essas também fazem parte...da nossa vida de conversação eheheheh!

Porque é que as pessoas conversam? 
Porque é que não queremos conversar frente a frente?
Porque é que por vezes fugimos de conversar?
Porque é que nos chateamos quando conversamos?
Porque é que uma boa conversa, sabe tão bem?
Porque é que numa conversa se pode estabelecer empatia com outra pessoa?
Porque é que numa conversa se resolve tantos problemas?
Porque é que existem aquelas pessoas que fogem de ter conversas?
Porque é que temos medo de conversar?
Porque é que se gosta tanto (eu por exemplo) de conversar olhos nos olhos?
Porque é que numa conversa por vezes não exprimimos o que sentimos?
Porque é que queremos voltar a conversar e depois já não existe a segunda hipótese de conversar?
Porque é que em conversas se pode mentir tanto?
Porque é que mesmo ficando "fula" após uma conversa...queremos ter novamente outra conversa?
Porque é que eu não consigo entender  por vezes porque é que necessitamos de conversar?
Porque é que gostamos tanto de conversas que nos fazem rir?
Porque é que numa boa conversa gostamos de beber uma boa bebida?
Porque é que se consegue resolver tantos mal entendidos numa conversa?
Porque é que em vez de conversarmos....por vezes não nos calamos...segundo já ouvi...o silêncio vale por mil palavras...será? 

Mesmo, Mesmo o melhor será conversarmos!!!!!

"A conversa é uma espécie de encanto, um quê insinuante e insidioso que propicia os segredos, tal como o amor ou a bebida." (Séneca)

Já agora que tal comermos uma boa fatia de:


5 left hand:

by "A Invisível" disse...

Em primeiro lugar; as cerejas é um dos meus frutos preferidos!! ADORO CEREJAS! ADOROOOOOO!!!

Querida C@nhotinha;

Adorei este texto... Simplesmente fantástico. (Ainda dizes tu que não escreves nada de jeito?!)
Mencionas-te coisas, que por vezes nos passam ao lado e que não pensamos.
Texto muito bom, mesmo! ;)

Beijinho e óptima semana* Sorri!

Mariana marciana disse...

O que eu gosto dum cereja vermelha e sumarenta... agora até me cresceu água na boca!!!
Texto muito, muito bom!!
Entendo-te tão bem. Eu adoro conversar mas uma coisa tão boa nem sempre é simples... nem sempre acaba bem... e perguntar porquê é perfeitamente válido ;)
Beijocas enormes

Susaninha disse...

ADORO CEREJASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS...
Que vontade...
Soud aquelas que como uma e só paaro quando acabam!!!
Hummm...SUUUrriiiisinhos:)

Nirvana disse...

Cerejas?? ADORO, ADORO!! Daquelas bem vermelhinhas, em que ficamos com a boca toda pintada de vermelho e só sossegamos quando a taça fica vazia, e mesmo aí ainda encontramos um carocito que ainda tem um niquinho de cereja!!

Oh Canhotinha, o que me deliciei a ler este texto. Tanta coisa tão verdadeira. Tantas perguntas que todos fazemos. Tantos porquês que até parece que voltamos àquela idade, a dos porquês (será que alguma vez saímos completamente dela??.
Eu sou uma boca rota, adoro conversar. Mas uma coisa tenho notado, cada vez tenho menos paciência para conversas que não acrescentam nada, conversas vazias de tudo. Deve ser da idade!!

Adorei!
Beijinho grande

PS- Este ano não vai haver cerejas nenhumas de jeito. Foi o que me disseram :(.

Girl in the Clouds disse...

Que bom aspecto esse bolo!!